27 de Abril de 2010
Não se deixa por terminar um assunto tão importante e delicado como as fragrâncias e os nossos narizes, e então hoje contamos o que ficou por dizer na primeira parte. Que questões sobraram?

Bem, ainda não falaram de técnicas de fabrico de fragrâncias aqui no Receitas.

Bem apontado! Vamos exemplificar com uma técnica especial, que caiu em desuso e foi recuperada pel'O Boticário: a enfleurage. Quem viu filmes como "O Pefume", já está a imaginar como se dá o processo.

Sabe-se que esta técnica foi utilizada pelos egípcios e mais tarde aperfeiçoada em França, até que já no presente século foi extinta por ser menos rentável do que outras técnicas de produção de perfumes. Basicamente, o que se faz é envolver as pétalas das flores em camadas de gordura vegetal, que absorve o seu perfume e depois é processada com álcool. Depois, destila-se o álcool e, txarãaa, temos o óleo essencial da flor
É precisamente o que acontece com o perfume Lily Essence (44,90€), que é feito com lírios cuidadosamente seleccionados para um resultado final perfeito.


Era mesmo isto que faltava saber sobre perfumes! Para completar, que tal umas dicas sobre a melhor forma de os utilizar?

Dicas, vamos a elas! 
  • Para que a fragrância se faça notar mais na pele, aplique-a nos pontos mais vascularizados do corpo, isto é, onde passam mais veias: nos pulsos, atrás dos joelhos, das orelhas, no peito... Mas atenção: cada ponto conferirá um efeito diferente. Experimente e descubra como gosta mais do seu perfume.
  • Os perfumes mais intensos e densos não devem ser usados durante o tempo quente, pois nesta altura tendem a ser enjoativos. Reserve-os para a noite e para o Inverno!
  • Os frascos de perfume devem ser mantidos longe da luz e do calor, pois estes alteram a sua composição. E ninguém quer perfumes estragados, não é?

    Para os mais curiosos, sabiam que inicialmente a água-de-colónia não era o produto leve e fresco, como o Acqua di Colonia (17,50€), que conhecemos hoje mas sim um eau de toillette?


    Já que se falou em cheiros, alguém reparou no cheiro a Verão e festas dos santos que Portugal começou a ganhar nestes últimos dias? Só falta mesmo, oficialmente, a praia e o manjerico! Lá chegaremos...
    Publicado por oboticarioportugal às 23:01

    Há uma coisa muito importante que se deve saber em relação aos perfumes, na minha opinião, no que toca a dicas etc, há pessoas em que o perfume dura muito pouco na pele e noutras que dura imenso, e as pessoas normalmente dão culpas ao que? ao perfume! Mas não a culpada é a pele, em peles oleosas o perfume dura mais do que em peles secas ;) Nesse caso uma forma de o fazer durar o dia todo é o cabelo, por um pouco do perfume nas mãos e passa-las no cabelo faz maravilhas, o cheiro vai durar até lavarem o cabelo!!!
    30 de Abril de 2010 às 12:44

    Pesquisar
     
    Arquivo
    2011:

     1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


    2010:

     1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12